14 de mai de 2009

Argentino no deserto

baleia

Argentino errante no deserto, desesperado por um pouco d’água . De repente, vê algo ao longe, parecendo um oásis. Cheio de esperança, arrasta-se até lá, mas só encontra um camelô brasileiro sentado perto de uma mesa cheia de gravatas.
O argentino implora:- Por favor, estoy muerto de séd, puedes dar-me un poquito de água?
O brasileiro responde:- Eu não tenho água, mas por que vc não compra uma gravata? Tenho uma aqui que combina muito bem com sua roupa!
O argentino furioso:- Yo no quiero gravatas, idiota! Quiero água! ÁÁÁGUAAAA…!
Então, o brasileiro diz:- Tá certo, não compre minha gravata. Mas sou um sujeito gente boa. Vou te dizer onde tem água: depois daquela colina ali, cerca de 10 quilômetros adiante, existe um ótimo restaurante. Vá até lá e tomarás quanta água quiser.
O argentino vai (sem agradecer, obviamente) em direção à colina e desaparece. Cinco horas depois, volta arrastando-se quase morto até a mesa do brasileiro, que pergunta:- Eu disse 10 quilômetros depois da colina. Você não encontrou?
E o argentino:- Encontré! Solo que no es permitido entrar sin gravata, brasileño hijo de puta!

0 comentários:

Postar um comentário